NOTÍCIAS

10/01/2018 - Na primeira sessão do ano, Câmara aprova recontratação de temporários

A primeira sessão extraordinária de 2018 foi marcada por um plenário lotado. Funcionários da prefeitura, contratados de forma temporária, acompanharam as discussões dos vereadores. Na pauta, uma solicitação do Poder Executivo de mudança na Lei, votada e aprovada em 2017, para que seja prorrogado, por mais um ano, o prazo dos contratos de trabalho considerados temporários.

No início do ano passado, os vereadores aprovaram as contratações por um ano, até que Concurso Público fosse realizado. Após 12 meses o processo não foi realizado, porém, a mudança na Lei autoriza as contratações temporárias por mais um ano. “Nós não queremos que coisas parem de funcionar, o concurso público vai sair, mas os processos são burocráticos e nós tivemos alguns erros jurídico da prefeitura. Agora sabemos dos riscos, mas os serviços da cidade não podem parar por falta de funcionários”, disse o Bruno Alves, vereador.

A mudança no prazo das contratações temporárias foi aprovada em votação aberta por seis votos contra dois. “Existia um acordo para se fazer o concurso no prazo de um ano e não foi feito. Não sou contra nenhum contratado ficar no trabalho, mas essa decisão está contra a Lei que foi aprovada por todos os vereadores no ano passado. O certo seria ter feito um processo seletivo cm analise do currículo e tudo mais, e não escolher quem vai ser contratado”, disse o vereador Alexandre Cau.

“Como advogada, eu entendo que esta Lei não é correta. Não podemos contratar ninguém sem concurso e recontratar é pior que contratar. Mas pensando no povo de Claraval que precisa dos serviços essenciais, eu vou votar a sim”, disse Lucélia Regina, vereadora.